"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

11- O que acontece com quem herda a predisposição para o TDAH?

Estas pessoas têm uma alteração nas substâncias que passam as informações entre as células nervosas, os chamados neurotransmissores. No caso do TDAH, são a Dopamina, e a Noradrenalina que estão deficitárias. Esses neurotransmissores são importantes especialmente na região anterior do cérebro, o lobo frontal, e suas conexões para vários outros locais do cérebro.
O lobo frontal é responsável por várias coisas:
a) A atenção;
b) A capacidade de se estimular sozinho para fazer as coisas;
c) A capacidade de manter essa estimulação ao longo do tempo, sem “perder o gás” (sem perder a energia e o interesse);
d) A capacidade de fazer um planejamento, traçando objetivos e metas;
e) A capacidade de verificar o tempo todo se os planos estão saindo conforme o desejado e modificá-los se for o caso;
f) A capacidade de “filtrar” as coisas que não interessam para aquilo que se está fazendo no momento, sejam elas externas (distratores do ambiente) ou internas (pensamentos);
g) A capacidade de controlar o grau de movimentação corporal, os atos motores;
h) A capacidade de controlar impulsos
i) A capacidade de controlar as emoções e não permitir que elas interfiram muito no que se está fazendo;
j) A memória que depende da atenção.
Imagine agora que o funcionamento do lobo frontal não está 100% por conta de um déficit na utilização dos neurotransmissores naquele local e que todas essas coisas listadas acima não vão acontecer de modo satisfatório. Pronto, você já conhece em profundidade os sintomas do TDAH.
"No Mundo da Lua" pg. 45

Nenhum comentário:

Postar um comentário