"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

17- Os Sintomas do TDAH

O TDAH se caracteriza por uma combinação de dois grupos de sintomas:

• desatenção

• hiperatividade e impulsividade

Os sintomas listados abaixo são aqueles descritos no DSM – IV (Diagnostic and Statistical Manual, 4ª. edição), um manual preparado pela Associação Psiquiátrica Americana, que lista todos os sintomas de todas as enfermidades psiquiátricas existentes, tornando os diagnósticos mais padronizados, mais homogêneos entre os profissionais.

Módulo A: Sintomas de DESATENÇÃO (devem ocorrer freqüentemente)

1- Prestar pouca atenção a detalhes e cometer erros por falta de atenção;

2- Dificuldade de se concentrar (tanto nas tarefas escolares quanto em jogos e brincadeiras);

3- Parecer estar prestando atenção em outras coisas numa conversa;

4- Dificuldade em seguir as instruções até o fim ou deixar tarefas e deveres sem terminar;

5- dificuldade de se organizar para fazer algo ou planejar com antecedência;

6- Relutância ou antipatia em relação a tarefas que exijam esforço mental por muito tempo (tais como estudo e leitura);

7- Perder objetos necessários para realizar as tarefas ou atividades do dia-a-dia;

8- Distrair-se com muita facilidade com coisas à sua volta ou mesmo com seus próprios pensamentos. É comum que pais e professores se queixem de que estas crianças parecem “sonhar acordadas”;

9- Esquecer-se de coisas que deveria fazer no dia-a-dia.

Módulo B: Sintomas de HIPERATIVIDADE e IMPULSIVIDADE (devem ocorrer freqüentemente)

1- Ficar mexendo as mãos e pés quando sentado ou se mexer muito na cadeira;

2- Dificuldade de permanecer sentado em situações em que isso é esperado (sala de aula, mesa de jantar, etc.)

3- Correr ou escalar coisas, em situações nas quais isso é inapropriado (em adolescentes ou adultos pode se restringir a um sentir-se inquieto por dentro);

4- Dificuldades para se manter em silêncio em atividades de lazer (jogos, brincadeiras);

5- Parecer ser “elétrico” e a “mil por hora”;

6- Falar demais;

7- Responder perguntas antes de elas serem concluídas. É comum responder a pergunta sem ler o final;

8- Não conseguir aguardar a sua vez (nos jogos, na sala de aula, em filas, etc.);

9- Interromper os outros ou se meter nas conversas dos outros.

No Mundo da Lua, pág. 20

Um comentário:

  1. Parabéns, Dr. Menegucci pelo retorno do Blog, com as informações sobre TDH, e outras informações que tens postado. Espero que os professores aproveitem as informações postadas, que servem de orientação, é um caminho.......
    É importante sua preocupação e contribuição, também, com as questões voltadas para a aprendizagem do educando nas instituições escolares, gostaria de complementar sua fala, com o que escreve George J. DuPaul e Gary Storner, em TDAH nas Escolas - traduzido por Deyse Batista (2007), para os autores, é oportuno uma parceria entre os profissionais da educação e pais de aluno já diagnosticados com TDAH, no sentido de um “esforço cooperativo para apoiar uma responsabilidade compartilhada para a aprendizagem do aluno”, todavia, mesmo os pais desejando o sucesso de seus filhos nas instituições de ensino, de forma geral não se sentem , ou tem dúvida quanto melhor forma de auxiliá-los. [...] acrescentam ainda, quanto é positivo a “ influencia da família/pais sobre a conquista acadêmica que estão positivamente correlacionadas com o sucesso do estudante e podem ser manipuladas”. Por isso a importância da comunicação escola e a casa das crianças, aqui, influenciados pelos pais, que induziriam a participarem de “atividades ligadas à aprendizagem em casa”.

    Maria Aparecida
    mafcarli@gmail.com
    http://caminhos-da-aprendizagem2.blogspot.com/

    ResponderExcluir