"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

terça-feira, 19 de outubro de 2010

31- Dicas de Comportamento Escolar: Controle do Impulso Para Crianças Com TDAH

Ajude as crianças com TDAH a pensar antes de agir, por meio do estabelecimento de expectativas claras, de incentivos positivos e de conseqüências previsíveis para o bom ou o mau comportamento escolar.         by ADDitude Editors

Para as crianças com TDAH, que são regidas por seus impulsos, gritar na sala de aula ou tornar-se inconvenientes acontece naturalmente. Estas crianças vivem o momento, não sendo detidas por regras ou conseqüências.

A falta de controle do impulso pode ser o sintoma do TDAH mais difícil de mudar. A medicação pode auxiliar, mas as crianças também precisam de claras expectativas, de incentivos positivos e de conseqüências previsíveis se elas forem aprender a regular o seu comportamento.

Lidere seus alunos para compilar uma lista das regras de classe. Inclua algumas que sejam difíceis para os portadores de TDAH, tais como “Sempre erga sua mão para pedir ajuda”. Tenha certeza de definir cada regra: O que significa “Use o material corretamente”?

Exija Disciplina na Escola

Em geral, a punição deve ser imediata.

Se um aluno empurra o outro no recreio, por exemplo, faça-o sentar em sua carteira em parte do intervalo. Uma conseqüência atrasada – como uma detenção ao final da jornada – não funciona para as crianças que têm dificuldade de antecipar os resultados.

Providencie lembretes visuais para manter as crianças colaborantes.

Para livrar uma criança do constrangimento das repreensões freqüentes, combine um gesto secreto que você usará como sinal para ela ficar no seu assento ou para parar de gritar. Algumas crianças se beneficiam de uma etiqueta colada na sua carteira. Isto também deve ser sigiloso; ninguém precisa saber que “N.P.” significa “Não Perturbe”.

Encoraje o bom comportamento com elogios e prêmios.

Isto é especialmente importante para os portadores de TDAH, os quais ganham muita atenção negativa por seu mau comportamento. Elogie o bom comportamento com afirmações específicas, tais como “Eduardo, gosto do modo rápido e silencioso com que você arruma a sua carteira.”

Algumas crianças maiores podem ficar embaraçadas pelos cumprimentos, então, dê sinais de positivo com o polegar ou uma tapinha carinhosa no ombro.

Torne Claras as Expectativas

Escreva o programa do dia na lousa e apague os itens conforme eles sejam completados.
Isto dá aos portadores de TDAH uma impressão de ter o controle do seu dia. Forneça antecipadamente avisos de qualquer mudança da rotina usual.

Faça freqüentes alertas conforme se aproxime o final da atividade.

Dê um aviso à classe com cinco minutos de antecedência, depois, com dois minutos antes do final, para suavizar a transição de uma atividade para outra. Elabore um plano para alunos que tenham dificuldades mais intensas. Engaje-os em uma atividade especial, tal como recolher os trabalhos dos colegas, para ajudá-los a manter o autocontrole.

Use uma folha de relatório diário.

Esta ferramenta permite ao professor e aos pais da criança monitorarem as metas acadêmicas e de comportamento – e dá a ela a chance de ganhar recompensas. A cada dia, o professor anota quais metas foram atingidas e a criança leva o relatório para casa, para mostrar aos seus pais.

Então, o que os pais podem fazer em casa para reforçar os comportamentos corretos na escola?

Recompensando o Comportamento Positivo

Seja explícito sobre como sua criança deve se comportar.

Em vez de dizer a ela “seja boazinha” no recreio, diga a ela “aguarde na fila para a merenda e não empurre.”

Mantenha seu filho responsável por suas ações.

Mantenha as punições curtas e apropriadas, mas deixe que elas lembrem ao seu filho que ele é o responsável por seu próprio comportamento. Uma boa regra para o castigo é um minuto para cada ano de idade da criança.

Desencoraje um problema de comportamento pela “cobrança” por cada infração.

Esta estratégia premia seu filho por não se engajar em comportamento impróprio, tal como interromper suas chamadas telefônicas.

Como isso funciona?

1. Determine, rigorosamente, quantas vezes por semana seu filho o interrompe durante uma chamada telefônica, e coloque algumas moedas num cofrinho.

2. Diga ao seu filho que isto é para ele e que poderá tomar posse no final da semana, mas que você irá retirar uma moeda a cada vez que ele interromper uma chamada.

3. Conforme o comportamento comece a diminuir, reduza o número de moedas que você coloca no cofrinho ao início de cada semana.

Regras Especiais para Ocasiões Especiais

Releve os pequenos deslizes

Se o seu filho derrama o leite porque ele está enchendo o copo muito rapidamente, ajude-o a limpar a sujeira e fale sobre a importância de ser cuidadoso, e siga em frente.

Antecipe as situações potencialmente explosivas.

Crianças com TDAH necessitam de consistência e de rotina, mas o imprevisível algumas vezes acontece.

Prepare sua criança para as ocasiões especiais: Explique onde estão indo, quem estará lá, quais as atividades que estão programadas e como ela deve comportar-se. Planeje um modo para ela avisar você se ela estiver ficando oprimida, tal como por as mãos dela nas suas. (Você poderá fazer o mesmo se perceber que ela está ficando incomodada durante as atividades.)

Uma versão deste artigo apareceu no número do outono de 2009 de ADDitude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário