"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

sábado, 27 de agosto de 2011

132- TDAH (ADHD) na Escola: Recursos e dicas para os professores

Como os professores podem ajudar os estudantes com TDAH a brilhar em classe por meio da promoção de estrutura, rotina, boa comunicação e alegria. Por Chris Zeigler Dendy.

Pais de crianças com TDAH, o professor do seu filho está fazendo tudo para apoiar o aprendizado?
Os professores geralmente determinam o sucesso ou o fracasso da educação de uma criança – particularmente se essa criança tem o TDAH. Além dos pais, os professores são as pessoas que mais influenciam a vida do estudante. Quando um professor diz a uma criança portadora de TDAH que ela é capaz e valiosa, a criança acredita nisso.
Eis aqui como você pode estabelecer uma sala de aula que seja apoiadora e estruturada, que encoraje o aprendizado, que imponha a disciplina e que eleve a autoestima, assim como um punhado de inteligentes recursos para os professores de alunos com TDAH.
Estabeleça Regras e Rotinas
Pregue cartazes com as regras da classe. Com a ajuda dos alunos, estabeleça regras de classe curtas e simples. Escreva-as em termos positivos,, que expliquem o que você quer que os alunos façam.
Por exemplo, em vez de dizer: “Proibido falar alto quando entrar na classe”, diga “Quando você entrar na classe, veja a tarefa na lousa e comece a trabalhar, silenciosamente”. Ou, “Sente-se primeiro e então você pode falar baixo com seu colega ao lado, até que eu comece a ensinar.”
Faça rotinas de classe. Isso ajudará os estudantes com TDAH a ficar atentos à tarefa. Rotinas para todos os estudantes podem incluir: Trabalhos de casa sempre escritos na lousa, “inspetores de fila” que conferem se as instruções foram copiadas e se o trabalho terminado foi entregue, etc.
Os estudantes com TDAH podem checar com o auxiliar de sala, ao final do dia, para ter certeza de que entenderam as instruções da tarefa de casa e o que se está pedindo a eles.
Dê supervisão apropriada. Crianças com TDAH requerem mais supervisão do que seus parceiros por causa do atraso do amadurecimento cerebral, do esquecimento, da distração e da desorganização. Ajude esses alunos formando duplas com colegas que possam lembrá-los da tarefa de casa e de classe, usando colegas para formar equipe para fazer algum trabalho, envolvendo ajudantes de classe o tanto que você puder durante e após as aulas.
Ofereça acomodações
Alguns estudantes com TDAH podem necessitar de acomodações escolares. Tenha certeza de que eles as obtenham. Algumas acomodações podem ser tão simples como monitorar o trabalho do aluno com TDAH e desenvolver um plano para auxiliá-lo a não ficar atrasado, e até mesmo aceitar um trabalho entregue após o dia marcado – isto pode dar confiança ao estudante e colocá-lo de volta aos trilhos.
Outras acomodações comuns incluem: aumentar o tempo das provas, encurtar os trabalhos, instruções em caderno de notas, caderno  de notas, instruções segmentadas quando o projeto for de longo prazo (com datas separadas de entrega e de notas). A Associação do Transtorno de Déficit de Atenção (americana) faz as seguintes recomendações para acomodações:
Reduza as distrações previsíveis. Sempre coloque o aluno com problema de atenção próximo à fonte de instrução ou fique junto do aluno quando dá as instruções, para ajudá-lo a reduzir as barreiras e distrações entre ele e a lição. Sempre sente este aluno em área de trabalho da sala com pouco poder de distração.
Use colegas como modelos positivos. Encoraje o aluno a sentar-se próximo de colegas que sejam modelos positivos, para evitar a distração com outros estudantes que tenham comportamentos desafiadores ou que promovam distração.
Prepare os alunos para as transições. Lembre o aluno do que virá em seguida (próxima aula, recreio, tempo para um livro diferente, etc.). Para eventos especiais como passeios no campo ou outras atividades, tenha certeza de dar avisos suficientes e antecipados e notas de lembrança. Ajude os alunos a preparar-se para o fim do dia e ir para casa, supervisione a mochila do estudante para ver se tem os itens necessários para a tarefa de casa.
Permita a movimentação. Deixe o aluno mover-se em torno e mexer com as mãos, preferivelmente criando razões para o movimento. Propicie oportunidades para a ação física – sair da sala, limpar a lousa, ir beber água, ir ao banheiro, etc. Se isso não for possível, então permita que ele brinque em sua carteira com pequenos objetos, tais como uma bola de espremer,  e que possa manipulá-los em silêncio, se isso não o distrair muito.
Deixe o aluno brincar. O recreio pode realmente promover a atenção nas crianças com TDAH; assim, não o use como um tempo para fazer trabalho escolar que estava faltando ou como punição, como você poderia fazer para os outros estudantes.
Focalize nos relacionamentos positivos
Estabeleça uma relação positiva com os alunos com TDAH. Cumprimente-os pelo nome conforme entrem na sala ou quando os chamar em classe. Crie um painel de boletim de classe para pregar assuntos acadêmicos e extracurriculares dos estudantes, fotografias, trabalhos artísticos e eventos.
Dê feedback positivo e frequente. Estudantes com TDAH respondem melhor ao feedback que é imediato. Use o elogio positivo, tal como “Você está fazendo um grande trabalho” ou “Agora você conseguiu”. Se a resposta do aluno for incorreta, diga, “Vamos ver isso” ou “Isso parece estar certo para você?”  
Faça perguntas em vez de repreensões. Se o aluno se comporta mal em classe, pergunte, “Isso é uma boa ou má escolha?” O aluno entenderá a mensagem de que o seu comportamento é inadequado.
Associe-se aos pais
Para os melhores resultados, os professores precisam associar-se aos pais para assegurar que seu filho está pronto para aprender a lição em classe. A seguir, algumas orientações para compartilhar com os pais do seu aluno com TDAH:
1. Comunique-se regularmente com o professor sobre os problemas.
2. Veja se a medicação do seu filho está funcionando eficazmente na escola e durante as horas de fazer as tarefas.
3. Ajude seu filho a organizar os papéis para as tarefas e a se preparar para o próximo dia escolar.
4. Certifique-se que seu filho tenha posto os trabalhos feitos na pasta adequada.
5. Monitore a feitura dos trabalhos das matérias em que ele estiver em risco de fracassar.
6. Guarde todos os trabalhos completados até o fim do semestre.
7. Fale com o professor sobre o uso de um relatório diário ou semanal, se necessário.
Use estratégias que funcionem para os estudantes com TDAH
Passe tarefas que estejam no nível das habilidades do aluno. Estudantes com TDAH evitarão trabalhos que sejam muito difíceis ou muito longos.
Ofereça escolhas. Crianças com TDAH produzem mais quando têm chance de escolher uma atividade, são mais obedientes e agem menos negativamente. Estabeleça, por exemplo, uma lista de 15 opções de atividade para a prática da soletração de palavras, como escrever palavras em cartões e usá-los em sentenças, ou escrever palavras no ar.
Forneça lembretes visuais. Alunos com TDAH respondem bem a dicas e exemplos visuais. Por exemplo, demonstre uma habilidade como escrever um trabalho no projetor de teto ou na lousa. Quando as crianças forem fazer seu trabalho independente, deixe visíveis na lousa pontos-chave sobre um tópico. Fixe conceitos importantes, que as crianças vão usar novamente, em cartazes de cores vivas nas paredes da sala.
Aumente a participação ativa em classe. Estratégias de grupo incluem pedir aos alunos que escrevam suas respostas em pranchetas e mostrá-las ao professor, pedir aos alunos que respondam as questões em uníssono (resposta em coral), fazer os estudantes assinalarem com dedão para cima e dedão para baixo se a resposta à questão for sim ou não – a palma da mão nivelada se não souberem as respostas.
Encoraje o aprendizado prático. Crie oportunidades de aprendizado quando as crianças experimentarem coisas pela primeira vez. Faça os alunos escrever e representar uma peça, gravar um acontecimento em vídeo ou desmontar e montar um modelo em miniatura do olho, quando estiverem estudando o corpo humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário