"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

domingo, 22 de abril de 2012

199- Cansado de escutar “Você só tem de tentar com mais afinco”? Respostas de adultos com TDAH- ADHD


Adultos com TDAH (ADHD) relatam o que dizem aos que lhes dizem para “só tentar com mais afinco” – Dos editores de ADDItude
Quantas vezes um amigo, a pessoa amada ou um colega de trabalho o viram se esforçando como pai, com suas amizades, ou no trabalho, e lhe disseram que seria mais fácil se você “se esforçasse mais”? Aqui, adultos com TDAH (ADHD), que já passaram por isso, compartilham suas respostas a essas quatro palavras dolorosas (tentar com mais afinco).
A resposta sarcástica
“Você está certo. Tenho sido sempre um relaxado e masoquista. Assim, sempre que você me vir à toa, você deve limpar minha mesa do jeito que lhe agradar. E quando eu me descobrir atrasado e entrar em pânico, você devem assumir. Você é tão bom para ajeitar as coisas, e eu sei que posso contar consigo para um trabalho fantástico!” – Lemelia, North Carolina
Deixe-os usar suas sandálias
A verdade honesta
“Como você consegue se ligar no seu trabalho com uma mosca zumbindo na sua orelha? O meu mundo é desse jeito. Não é questão de tentar com mais afinco, é sobre tentar manter as coisas mais importantes na parte da frente do meu cérebro enquanto espanto as moscas”, - Kaeli, Kansas
“Queria que você pudesse viver a minha vida só por um dia”. – Um leitor de ADDitude
“Você pode ser bom em A, B e C, mas eu sou bom em D, E e F”. – Joanne, New Jersey
“Você não tem ideia de como eu tento!” – Nancy, Kansas
A abordagem corajosa
“Pare de me insultar. Pedir que eu me esforce mais é como eu pedir para que você fique mais alto”. – Anne, Ontario
“Você é um ignorante sobre TDAH ou é um molestador. Se você for o primeiro, eu posso lhe ensinar; se você for o segundo, eu vou ignorá-lo”. – Um leitor de ADDitude
“Com todo o respeito, cale a boca. Preciso de estratégias, não de palpites, para ajudar a me sair bem”. – Ann, California

Nenhum comentário:

Postar um comentário