"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

sábado, 27 de outubro de 2012

233- Rotinas Confiáveis Para Crianças TDAH (e Seus Pais!)


Crianças com TDAH geralmente precisam de esquemas consistentes para ajudá-las a ser pontuais em casa e na escola porque boa estrutura cria bom comportamento nelas. Por Peter Jaksa, Ph. D.

Todos os pais de crianças com TDAH já ouviram a rotina sobre rotinas: Crianças precisam de estrutura, e crianças com TDAH precisam mais ainda. As chaves para conseguir o auxílio na organização do TDAH que você precisa: crença no poder das rotinas da família e no compromisso de longo prazo com elas.
Você já ouviu antes: Estabeleça uma rotina matinal para que as crianças TDAH saiam para a escola no horário certo. Mantenha a tarefa escolar sempre no mesmo horário e no mesmo local, diariamente. Faça alguma coisa divertida para relaxar antes de uma hora certa para se deitar.
No papel, isso parece básico. Mas, quando você está criando uma criança com dificuldades reais de atenção no mundo real, estabelecer e manter tais rotinas pode parecer totalmente sem esperança. No entanto, há esperança – até felicidade – em vista.
Muitos pais bem intencionados começam entusiasmadamente a estabelecer a estrutura que seus filhos necessitam. Porém, muitos desistem depois de algumas semanas (ou mesmo dias) porque as rotinas não estão funcionando. “Billy simplesmente não escuta. Ele não quer continuar com elas. Todo dia é uma guerra, e estamos todos cansados. Há alguma coisa mais que possamos fazer?”
Geralmente, as rotinas não funcionam porque os pais desistem muito depressa. Para tornar a estrutura realmente eficiente, as rotinas precisam ser vistas e utilizadas não apenas como estratégias de comportamento, mas como um estilo de vida.
Benefícios Múltiplos
As rotinas modificam a vida positivamente em dois níveis. Quanto ao comportamento, elas ajudam a melhorar a eficiência e o funcionamento diário. Pode não ser sempre óbvio, mas as crianças querem e precisam de rotinas. Uma agenda previsível oferece estrutura que ajuda as crianças a se sentirem protegidas e seguras. Construindo uma rotina, você envia uma mensagem que diz, “É assim que fazemos as coisas”. As rotinas tornam as atividades diárias gerenciáveis, permitindo que seu filho preste atenção em uma coisa de cada vez.
Além disso, toda sua família se beneficiará psicologicamente com um regime estruturado. Pais e filhos sentem a diminuição do estresse quando há menos drama sobre quais os horários em que você vai comer e onde você vai se sentar para fazer as
Lições de Casa.
O que vem em seguida é uma casa tranquila, que reforça as relações familiares. E a identidade familiar é solidificada por rotinas nas quais todos desempenham um papel (Ana arruma a mesa, Brian lava os pratos). A mensagem é: Somos uma família que almoça junto; somos uma família que lê junto; somos uma família que reserva tempo planejado para as lições de casa e para as outras responsabilidades.
Nessa época frenética, pode parecer impossível estabelecer um estilo de vida estruturado. Todo mundo está sob esquemas: trabalho, escola, recreação, lições de música, aulas de futebol etc. Ainda assim, nestes tempos, a estrutura torna-se mais importante. A recompensa: maior produtividade para seu filho, assim como melhor saúde e relacionamentos para a família.
Uma revisão de 50 anos de pesquisa psicológica, publicada recentemente no Journal of Family Psychology, mostra que mesmos os bebês e os pré-escolares são mais sadios e mostram comportamento mais controlado quando há rotinas previsíveis na família.
Rotinas eficazes criam compromisso e consistência, com todos os adultos da família constituindo uma frente unida. As rotinas devem ser estabelecidas quando as crianças são pequenas e devem ser aplicadas consistentemente conforme elas cresçam – mas, nunca é tarde para começar. Acima de tudo, não desista.
Aqui estão algumas sugestões e algumas rotinas para ajudá-lo a começar. Naturalmente, você vai querer ajustá-las de acordo com a idade e a maturidade do seu filho, dos comportamentos específicos com que você está lidando e com a personalidade e as necessidades da sua família. Conforme você estabeleça suas rotinas, lembre-se de que o sucesso exige tempo – às vezes meses ou anos. Mas, os benefícios permanecerão pela vida a fora.
Combatendo a desorganização na escola
Boas Manhãs
A meta das rotinas matinais é deixar todos prontos e fora de casa na hora certa. As preparações feitas na noite anterior, tais como banho, aprontar a mochila de livros, separar as roupas, ajustar o despertador e fazer o lanche são cruciais para estabelecer uma rotina matinal suave.
Como muitas crianças (e adultos) com TDAH são altamente distraídas e impulsivas, evite os estímulos que possam chamar sua atenção e desviá-las da rotina combinada. Por exemplo:
1- Não ligue a TV pela manhã.
2- Não vá conferir seus e-mails no computador.
3- Ignore a revista ou catálogo novos até depois das aulas, ou mais tarde, à noite.
Ajuda para as tarefas de casa
Geralmente se diz que a única coisa consistente sobre crianças com TDAH é a sua inconsistência. Isto é particularmente problemático quando se trata do esforço acadêmico. Nenhuma atividade exige maior estrutura e consistência do que as lições de casa, quando é posta à prova a capacidade de autocontrole de uma criança. Sem surpresa, são comuns as batalhas entre os pais e a criança sobre as tarefas escolares. Porém, uma rotina ajustada para a rotina de estudo (horário, local e método) percorre um longo caminho para diminuir sua frequência e intensidade – se não eliminá-las completamente. Para estabelecer uma rotina de tarefas de casa que melhore a produtividade e aumente o sucesso acadêmico:
Estabeleça um horário consistente para início. Isso ajudará seu filho a adquirir o habito de fazer as tarefas de casa.
Fique perto do seu filho. Muitas crianças com TDAH se concentram melhor quando um adulto trabalha com elas ou fique por perto.
Faça pausas. A distração, a inquietação, a dificuldade de manter a concentração e a baixa tolerância à frustração – todas típicas do TDAH – são geradoras de cansaço mental e de tédio.
Pausas frequentes e curtas, durante as quais é permitido que a criança ande um pouco, podem ajudar.
Divirta-se depois. Seu filho terá mais probabilidade de se aplicar nas tarefas de casa quando ele souber que uma atividade divertida, tal como praticar um jogo ou ver TV, virá em seguida.
O jantar está pronto
Por centenas de anos, os membros da família criaram fortes relacionamentos ao redor da mesa do jantar. Nesta área de internet e de filmes sob demanda na TV, um ritual de jantar ainda é benéfico, se não crucial. Enquanto a maioria das refeições dura somente cerca de 20 minutos (menos tempo do que um seriado da TV), um monte de coisas boas pode acontecer neste curto tempo. Idealmente, os horários das refeições devem ser um agradável tempo social, com negócios, escola, ou problemas familiares deixados fora da mesa. É preciso tempo e trabalho para preparar uma refeição para a família, e pode ser uma irritação reunir todos na hora certa, porém, você verá que os benefícios valerão o esforço:
Os membros da família ficam a par da vida um do outro.
Os acontecimentos são discutidos e os planos são feitos com as sugestões de todos.
A responsabilidade e a coesão familiar são encorajadas por simples atos como as crianças porem a mesa e limpá-la posteriormente.
Boas Noites
Seu objetivo na hora de deitar é ajudar seu filho a relaxar e a dormir no horário habitual. A pesquisa mostra que as crianças com rotina de horário regular para deitar dormem mais depressa e acordam menos durante a noite do que as que não têm rotina. Muitas crianças com TDAH brigam com horário de deitar porque, simplesmente, ir para a cama as chateia. É hora de dormir, mas há tanta coisa que elas ainda podem fazer! Rotinas que oferecem recompensas e atividade divertida enquanto encorajam o relaxamento podem ajudar a superar o tédio da hora de dormir. Alguma coisa para experimentar:
Faça um lanche leve e saudável, como um maçã ou queijo com torta de arroz.
Pratique um jogo calmo, pouco estimulante, ou leia um livro.
Tenha um ritual pessoal de apagar as luzes.
Tente fazer com que seu filho se deite toda noite no mesmo horário.
Não há nenhuma dúvida de que estabelecer rotinas exige uma grande quantidade de tempo e de esforço. Você pode perguntar “Podemos ter o tempo e a energia para fazer tudo isso?” Uma pergunta melhor pode ser “Podemos não ter?”
ADDitude, April/May 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário