"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

terça-feira, 31 de julho de 2012

225- Simplifique sua vida de TDAH aprendendo a dizer "NÃO"


Não importa a solicitação, adultos com TDA têm dificuldade de dizer não aos outros. Aqui, descubra como adultos TDA podem evitar a sobrecarga de compromissos e a exaustão aprendendo como dizer gentilmente "não".

Por Sandy Maynard - ADDitude

Você, adulto portador de TDA, já se pegou alguma vez falando "Onde eu estava com a cabeça?", depois de ter concordado em fazer alguma coisa que você realmente não queria ou que não tinha tempo para fazer? Há coisas no TDA do adulto que tornam difícil para nós dizermos não. Em primeiro lugar, geralmente dizemos sim a algo que parece bom, antes de pensar melhor no assunto. Em segundo lugar, nosso interesse é tão variado que não conseguimos escolher - então, dizemos sim a tudo.

E há a impaciência. Não queremos esperar até que as nossas oito semanas de aula de dança terminem para nos inscrevermos em aulas de teatro. Enchemos nossa agenda com coisas importantes, interessantes e divertidas para fazer, mas ficamos muito esgotados para aproveitar cada uma delas.

Cristina conhece bem esse sentimento. Ela tem TDA e admite que adora a parte hiperativa do seu diagnóstico de TDAH. Ela tem uma reserva sem fim de energia e está sempre à toda, desde o raiar do dia até o anoitecer. É a primeira pessoa que a família e os amigos pensam em chamar quando precisam de um favor. Ela tem dificuldade de dizer não e tem uma tendência a ficar sobrecarregada de tarefas.

Cristina veio me ver depois de sua vida sair de controle. Ela estava vivendo com seis horas de sono e, além de sua agenda sobrecarregada, estava ajudando sua mãe a se mudar para um asilo da velhice. Tudo lhe parecia igualmente urgente e importante. Eis aqui algumas das poucas sugestões que eu fiz para ajudar Cristina a aprender a dizer não e a ter o controle de sua vida de volta, sem falar das oito horas de sono profundo.

Estabeleça prioridades e pratique o dizer não

1- Demore um tempo para tomar uma decisão. A impulsividade e a hiperatividade fazem dois segundos parecer uma eternidade. Respire fundo, faça uma pausa e responda: "Gostaria de pensar sobre a oferta e lhe telefonar de volta". Durma sobre o assunto se precisar.

2- Faça uma lista das prioridades - em ordem de importância. Para muitos de nós, tudo parece importante e estabelecer prioridades pode ser tão doloroso quanto tentar prestar atenção a uma aula chata. Para Cristina, entretanto, foi fácil. Ela adora sua mãe e valoriza sua relação acima de tudo. Pondo isto no topo da lista tornou mais fácil renunciar às coisas seguintes.

3- Treine dizer não às coisas fáceis. Um bom começo seria dizer aos que telefonam pedindo ou oferecendo coisas que você não quer mais ser chamada. Treine seu jeito de dizer não - civilizadamente, é claro - para o seu marido ou para o seu chefe.

Como dizer não

4- Seja breve. Uma indicação difícil para mentes que turbilhonam como o fogo em meio a uma floresta seca, mas que pode ser feita se você alentecer todos aqueles pensamentos que dançam em seu cérebro. Em vez de explicar porque você não pode ir a uma festa tarde da noite para um colega que está se mudando, diga somente, "Sinto muito, mas tenho de estar em casa mais cedo". Quanto mais razões você arrumar para dizer a alguém porque você não pode fazer algo, mais fortemente a pessoa vai tentar lhe convencer de que você pode.

5- Seja incondicional quando disser não. Usar as palavras "talvez", "mas" e "se" não dará certo. Isto acontece quando pensamos alto. É melhor pensar, decidir e falar - nesta ordem.

E, Lembre-se:

6- Não diga sim apenas para ser gentil. Alguns de nós sentimos que temos de nos exceder para tornar melhor as coisas quando tivermos perdido o controle de algo ou feito algo impróprio. Não temos. Quando solicitado a vender bilhetes de rifa diga "Não, não gosto de fazer isso, mas vou comprar alguns". É um modo de dizer não sem ofender ninguém.

7- Você não é indispensável. O mundo não vai parar se você não atender a cada vez que for solicitado. Embora seja tentador assumir novas responsabilidades para manter as coisas excitantes, resista à urgência de fazê-lo. Mesmo que você saiba que faz melhor o trabalho, deixe alguém mais fazê-lo por uma vez.

8- Você pode mudar sua mente. E se você disse sim e agora quer dizer não? Tudo bem em renunciar. Cristina já tinha concordado em co-dirigir um importante evento da comunidade quando, inesperadamente, apareceram  novas responsabilidades em relação aos cuidados com sua mãe. Quando ela juntou a coragem para falar aos outros membros da comunidade sobre recusar o trabalho, todos eles entenderam completamente - e algumas pessoas se ofereceram para tomar o seu lugar.

Serei a primeira a admitir que não é fácil dizer não. Aprendi uma coisa, entretanto, é que a honestidade e a integridade sempre são respeitadas quando aceitamos ou recusamos um convite. Quando você junta suas decisões aos seus valores, os resultados nunca são desapontadores para você, sua família ou seu amigos.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

12 modos inteligentes de recusar (por Ramona Creel, onlineorganizing.com)

1. Estou no meio de vários projetos

2. Não fico à vontade com isto

3 Não estou assumindo mais nenhuma responsabilidade

4. Não sou a pessoa mais qualificada para este trabalho

5. Não gosto deste tipo de trabalho

6. Não tenho mais nenhum horário em minha agenda

7. Odeio dividir minha atenção entre projetos

8. Sei que você fará um excelente trabalho por si mesmo

9. Preciso deixar algum tempo livre para mim mesmo

10. Eu realmente ajudaria se fosse um outro trabalho

11. Não tenho nenhuma experiência com isso

12. Tenho outro compromisso