"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

terça-feira, 9 de outubro de 2012

231- Seis dicas de controle da raiva para adultos com TDAH


Seis dicas de controle da raiva para adultos com TDAH
Aprenda como os adultos com TDAH podem controlar suas crises de explosividade e evitar situações frustrantes com essas técnicas de controle da raiva. Por Sandy Maynard
As frustrações e os aborrecimentos diários estão empurrando seu TDA adulto para o limite? Você se culpa por crises de explosividade? Ficar estressado e nervoso raramente ajuda – e geralmente fere seus relacionamentos no processo. Assim, aqui estão dicas de especialistas no controle da raiva, que podem ajudar a qualquer um – com ou sem TDAH.
Saiba o que o deixa com raiva
Identifique os gatilhos de sua raiva. Conheça as situações que o tornam enraivecido, para que você possa estar pronto para respirar fundo, fazer uma pausa, e responder de modo calmo e descontraído. Avise seu cérebro TDAH para prestar atenção em sua respiração, relaxar sua tensão muscular e ter pensamentos prazerosos e positivos.
Evite pensamentos negativos. Mude seus pensamentos negativos para linguagem positiva que você gosta de ouvir de si mesmo, tais como “fique frio” ou “fique calmo”. Adultos com TDAH geralmente acham esses lembretes muito mais fáceis de ouvir de si mesmos do que de outros.
Pense nas consequências
Dê um tempo. Adultos com déficit de atenção geralmente não se contêm quando têm sentimentos de raiva, assim, é importante deter-se e pensar no que resultará sua raiva, e, então, pensar nas consequências que respostas calmas e descontraídas trarão. Decida falar do incidente com um amigo ou um preparador que pode apoiar e ajudar a continuar a responder de um jeito que ajudará você a crescer e ficar satisfeito.
Esteja preparado para o pior cenário. Se você estiver em uma situação descontrolada, pergunte a si mesmo, “O que será a pior coisa que poderia acontecer agora?” As chances são de que o pior resultado possível não aconteça, mas você estará preparado se acontecer. Além disso, adultos com TDAH têm dificuldade para controlar as emoções, assim, esses exercícios o ajudarão a ter um tempo para por as coisas em perspectiva.
Seja positivo
Elabore soluções positivas para situações que o tornam enraivecido. Quando estiver em situação crítica, escolha a melhor solução para pôr em prática, e tenha um plano reserva se a primeira solução não funcionar. As pessoas com déficit de atenção têm a tendência de reagir exageradamente às falhas, então, se o plano A não funcionar, não insista nele, troque de plano e aprenda com a experiência.
Congratule-se. Dê créditos a si mesmo cada vez que conseguir diminuir sua raiva e usar maneiras mais apropriadas de responder. Não somente suas relações com os outros vão melhorar, conforme continue a controlar sua raiva, mas também o reconhecimento de suas realizações lhe darão um bom impulso em sua autoestima.
ADDitude

230- Lidando com a crítica: Técnicas para adultos com TDAH



Por Sandy Maynard – http://www.additudemag.com/

Como os adultos com TDAH podem responder às críticas de modo positivo, sendo assertivos e não agredindo ou se rendendo à crítica.

Geralmente, nosso primeiro instinto é responder de maneira defensiva ou de modo irado às críticas dos outros. Mas, adultos com TDA devem saber que assim agindo podem perder oportunidades de aprendizado e o respeito dos outros.

Então, aqui estão alguns conselhos de especialistas para auxiliar adultos com déficit de atenção a responder eficazmente aos críticos e às críticas.

- Quando a crítica for válida

Admita e analise. Depois de receber uma crítica, os adultos com déficit de atenção devem, inicialmente, reconhecer todas as verdades contidas no que foi falado. Quando achar que a crítica foi justificada, procure ficar de acordo com a outra pessoa interpretando seus comentários.

Aprenda com a crítica. Se um “muito obrigado” ou uma explicação forem apropriados, fale isso rapidamente e siga em frente. Os adultos com TDAH têm a tendência de remoer a crítica – não o faça! Em vez disso, preste atenção nas maneiras com que pode aprender com a crítica.

- Quando a crítica for indevida

Concorde com ela – em parte. Quando responder a uma crítica indevida, geralmente é melhor para os adultos com TDAH tentar disfarçar – concordar com somente alguma parte da crítica em vez de ficar na defensiva ou se enraivecer.
Por exemplo, se alguém diz que você não é previsível, você pode responder com “Sim, eu posso ser imprevisível às vezes”. Ou concordar com o princípio por trás da crítica, tal como “Você está certo, atrasar-se é ser imprevisível”. Esta técnica permite que você elegantemente se livre do seu crítico ao mesmo tempo em que apaga de sua mente os julgamentos dele.

Melhore sua resposta

Faça perguntas. Um monte de críticas são vagas e precisam ser esclarecidas antes que você decida como responder a elas. Pode ser especialmente difícil para os adultos com TDAH controlar suas emoções, mas  tente esclarecer os detalhes antes de reagir. Fique longe das perguntas com “por que?” e use perguntas com “como?”, “o que?”, “onde” e “quando” para esclarecer os detalhes.

Exemplo: Se alguém diz que o que você está fazendo o incomoda, pergunte o que especificamente está incomodando e quando incomoda.

Pratique. Geralmente as pessoas com TDAH recebem tanta crítica que começam a reagir raivosamente e agressivamente quando são criticadas. Outras vezes, adultos com TDA podem tornar-se passivos diante das ações dos outros contra eles.
Qualquer que seja a resposta que você tenha, lembre-se de que a prática faz a perfeição e as primeiras tentativas de responder de nova maneira poder ser desengonçadas e não recebidas tão bem como você esperava. Persista e continue tentando até que se sinta confortável e relaxado com suas novas opções para responder.

Mantenha sua posição – elegantemente

Eis aqui três maneiras para ajuda-lo a manter sua posição sem provocar raiva ou fazer com que alguém responda defensivamente.

1- Resposta do gravador quebrado: Calma e lentamente fique repetindo com voz monótona, sem ênfase particular em nenhuma palavra ou frase, o que você tem de dizer, até que seja reconhecido e recebido de modo correto pela outra pessoa.

2- Intensificação enfática: Calma e lentamente repita sua resposta ou pergunta, com mais ênfase cada vez que o fizer, mas sem tornar-se agressivo. Lembre-se sempre de ser polido quando solicitar uma explicação e diga “por favor”.

3- Ouça com sensibilidade: Primeiramente, entenda o ponto de vista das outras pessoas respeitosamente e, então, torne claro seu próprio ponto de vista. Evite usar a palavra “mas”. Repetir o ponto de vista de outra pessoa, seguido de um “mas”, nega o que você acabou de dizer. Em vez disso, continue com a palavra “e” para evitar que a outra pessoa fique na defensiva ou que deixe de prestar atenção no você diz.

Copyright © 1998 - 2010 New Hope Media LLC. All rights reserved. Your use of this site is governed by our Terms of Service http://www.additudemag.com/