"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

sexta-feira, 19 de julho de 2013

288- O Uso de Medicamentos Para o TDAH Leva ao Abuso de Drogas?


Não, mas a medicação para o déficit de atenção também não protege contra o uso de drogas, como os pesquisadores acreditavam.
Por Wayne Kalyn

Entre as muitas perguntas sobre medicação para o TDAH que os pais fazem - e se preocupam com isso - está a sobre o possível aumento do risco de abuso de drogas promovido por esses medicamentos. 

Até o mês passado, a resposta era absolutamente não. De fato, tomar medicação para o TDAH, segundo os estudos feitos, abaixava o risco de abuso de drogas em quase 50%.

Um novo estudo publicado no último mês pelos pesquisadores de Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) derruba a conclusão de que os medicamentos protegem contra o abuso de drogas. Os pesquisadores analisaram 15 estudos de longo prazo, e seguiram milhares de crianças dos 8 aos 20 anos, para descobrir que tomar medicação estimulante não aumenta nem diminui o risco de abuso de substâncias.

"Descobrimos que as crianças não eram nem mais nem menos predispostas a desenvolver transtorno de abuso de álcool ou de substâncias como resultado do tratamento com estimulantes", disse Steve S. Lee, Ph.D., principal autor do estudo, professor de psicologia na UCLA.

Então, como isso se encaixa na pesquisa que indica que os adolescentes e adultos jovens com TDAH são de duas a três vezes mais predispostos a desenvolver grave abuso de drogas e de álcool, comparados com os que não têm TDAH? O novo estudo concluiu que o abuso de substâncias está ligado ao transtorno e aos seus sintomas, não ao estimulante.

"Para os pais cuja maior preocupação sobre a Ritalina e os outros estimulantes seja o risco futuro de abuso de substância, esse estudo pode ser um alívio", diz Lee.


ADDitude