"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

segunda-feira, 19 de maio de 2014

337- TDAH - Dez novas maneiras de estudar


Nada de rachar de estudar até de madrugada. As pesquisas mostram que estas sólidas técnicas de estudar ajudam as crianças com TDAH a aprender mais depressa, a reter mais e a se sair melhor nas provas. Por Ann Dolin, M.Ed.

Menos é mais

Para alunos com TDAH, estudar para um teste ou para uma prova pode ser assustador, frustrante e cansativo. Não precisa ser assim. Felizmente, novas pesquisas mostram que estudantes com déficit de atenção não precisam gastar mais tempo estudando; eles somente precisam estudar de um modo diferente.

1- Deixe de lado o livro de texto

Aprender pela leitura é um desafio para o cérebro TDAH. Ela é passiva, como aprender a praticar futebol vendo seu treinador. O melhor jeito de estudar é fazer um teste prático. Tente prever o que seu professor poderá perguntar na prova: Veja seu caderno de estudos, descubra as velhas perguntas, encontre anotações importantes e pergunte aos colegas de classe o que eles acham que seja importante. Então, crie uma prova prática.

2- A tecnologia é sua amiga

Já que você vai se debruçar sobre suas anotações para criar uma prova prática, use essas ferramentas para capturar o que você possa ter perdido durante a aula. Aplicativos gravam a aula enquanto você toma notas, sincronizando o áudio com as anotações. Ouvir novamente uma aula é uma grande ajuda para os que aprendem pela audição.

3- Espalhe os momentos de estudo

Não rache para as provas. Estudar a matéria em várias sessões curtas - 45 minutos por dia, por quatro dias, lhe dará uma familiaridade mais profunda com a matéria. Mais ainda, dormir após o estudo lhe dará mais chance de reter o que foi visto. Durante o sono, o cérebro revisa a informação que você aprendeu. Estudar o assunto por vários dias aumentará as chances de que você se lembre de mais matéria e que a entenda melhor.

4- Estude em um local tranquilo

Aumente seu foco e motivação para o estudo procurando locais fora de sua casa ou do seu quarto. Assim, um laptop, celular ou um animal de estimação não vão tirar sua atenção da tarefa. Alguns alunos estudam melhor em locais com níveis moderados de barulho, outros preferem locais mais silenciosos, como as mesas de uma biblioteca, longe dos sinais e sons que os distraiam. Experimente e veja o que funciona melhor para você.

5- Faça uma revisão antes de se deitar

As pesquisas mostram que você se lembrará mais quando tirar uns 10 a 15 minutos para revisar a matéria logo antes de ir se deitar. Não faça todo seu estudo antes de ir dormir, só uma rápida revisão para que o cérebro processe a informação enquanto você sonha.

6- Mexa-se mais, aprenda mais

Trinta minutos de exercícios aeróbicos por dia, quatro a cinco vezes por semana, aumentam o foco e as habilidades de funções executivas, especialmente para os alunos com TDAH. Se você é um estudante atleta, estude no ônibus, ou no carro, ao se dirigir para casa depois de um evento. Pense em estudar depois de se exercitar, também. Se você não pratica um esporte, caminhe com seu cão, chute uma bola por uns minutos, ou salte de um trampolim (se tiver uma piscina) antes de ir para a escola.

7- Cheire o sucesso

Seu nariz é uma poderosa ferramenta de estudo. As pesquisas mostram que se você for exposto ao mesmo cheiro quando estuda e vai dormir, você pode lembrar-se de mais coisas. Veja como fazer isso: Quando você for estudar, ponha um pequeno frasco de óleo de essências por perto (hortelã é uma boa escolha porque ele alivia o estresse). Ponha um pequeno frasco do mesmo aroma perto da sua cama quando for se deitar. As pesquisas sugerem que seu cérebro associa o aroma com a matéria estudada e você se lembrará mais dela.

8- Dê a si mesmo um tempo

Não mergulhe na matéria da prova por horas seguidas. As pesquisas mostram que os estudantes se lembram mais quando fazem pausas durante as sessões de estudo. Fazer uma pequena pausa permite que seu cérebro reveja a informação, mesmo quando você não sabe que a está processando. Marque um tempo a cada 20 minutos para uma pequena pausa.

9- Tire uma boa soneca

Os especialistas dizem que a maioria das pessoas precisam dormir de oito a nove horas por noite para se lembrar do que aprenderam. Adolescentes precisam de mais tempo ainda. Trinta minutos de soneca depois do almoço podem ajudar muito. Mas, certifique-se de que essa "siesta" não dure mais do que trinta minutos, porque se for prolongada poderá prejudicar o sono da noite.

10- Doces recompensas

Bebidas doces podem melhorar o foco e a disposição. Gatorade ou suco de maçã proporcionam glicose, que é a principal fonte de energia para o cérebro. Se você estiver com pouca glicose, você não será capaz de focalizar ou desempenhar bem. Entretanto, evite refrigerantes ou outras bebidas com alto teor de açúcar. Eles têm muita glicose, o que resultará em uma queda acentuada mais tarde. Sempre beba aos poucos, não engula tudo de uma vez, para evitar essa variação brusca na taxa de glicose.


ADDitude

Nenhum comentário:

Postar um comentário