"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Dez modos novos de estudar para quem tem TDAH (379)


Chega de "rachar" a noite toda. As pesquisas mostram que estas sólidas técnicas de estudo, a seguir, ajudam as crianças (e os adultos) com TDAH a aprender de modo mais rápido e a se saírem melhor nas provas. Por Ann Dolin, M.Ed.

Menos é mais

Para estudantes com TDAH, estudar para uma prova ou um teste pode ser assustador, frustrante e cansativo. Mas, não precisa ser desse jeito. Por sorte, as novas pesquisas mostram que os estudantes que têm TDAH não precisam gastar mais tempo estudando; eles só precisam estudar de modo diferente.

Deixe de lado o livro de texto

A leitura é um modo de aprendizado desafiador para o cérebro TDAH. Ela é passiva, como aprender a jogar basquetebol vendo seu treinador jogar. A melhor maneira de estudar é fazer um teste prático. Tente prever o que o seu professor poderá perguntar numa prova. Procure no seu guia de estudos, verifique perguntas e testes antigos, descubra anotações importantes e pergunte aos colegas de classe o que eles acham que seja importante. Então crie um teste prático.

A tecnologia é sua amiga

Como você vai olhar atentamente suas anotações para criar um teste prático, use essas ferramentas para captar o que você pode ter perdido durante a leitura. Aplicativos, como Notability e Livescribe Smartpen gravam a aula enquanto você toma notas, sincronizando o áudio com as anotações. Ouvir uma aula novamente é uma grande ajuda para quem aprende de ouvido.

Espalhe a matéria

Não "rache" para as provas. Estudar as matérias em várias sessões mais curtas - 45 minutos ao dia por quatro dias - lhe dará familiaridade mais profunda com os assuntos. O que é mais importante, dormir com o assunto na cabeça o ajudará a reter mais dele. Durante o sono o cérebro trabalha novamente a informação que você aprendeu. Revisar o assunto por vários dias aumentará as chances de que você se lembrará mais do assunto e o entenderá melhor.

Estude em uma cafeteria

Aumente seu foco e sua motivação para o estudo procurando locais fora de sua casa ou de seu quarto. Desse modo, um laptop, celular ou um cachorro em casa não vão tirá-lo da tarefa. Algumas crianças estudam bem na Starbucks ou outra localização que tenha um nível moderado de barulho de fundo. Outros preferem se sentar às mesas de bibliotecas, longe de sons e visões que distraiam. Experimente e veja o que funciona melhor para você.

Faça uma revisão antes de se deitar

As pesquisas mostram que você se lembrará melhor quando tirar 10 a 15 minutos para revisar a matéria logo antes de ir dormir. Não faça todo o seu estudo na hora de se deitar, somente faça uma pequena revisão para que o cérebro processe a informação conforme você sonhe.

Mexa-se mais, aprenda mais

Trinta minutos de exercícios aeróbicos por dia, quatro a cinco dias por semana, aumentam seu foco e suas habilidades de funções executivas, especialmente para estudantes com TDAH. Se você é um estudante atleta, estude no ônibus ou no carro enquanto viaja de volta para casa depois de um evento. Pense em estudar logo depois de se exercitar, também. Se você não pratica um esporte, caminhe com seu cachorro, atire algumas flechas ou se balance em um trapézio antes de fazer o trabalho de escola.

Fareje o sucesso

Seu nariz é uma arma poderosa para o estudo. As pesquisas mostram que se você for exposto ao mesmo cheiro quando estuda e dorme, você se lembrará mais. Eis aqui como fazer: Quando estudar, ponha um pequeno pires com óleo essencial por perto (hortelã é uma boa escolha porque diminui o estresse). Ponha um pequeno pires da mesma essência ao lado da sua cama quando for dormir. A pesquisa sugere que seu cérebro associa o perfume com o material estudado - e você se lembrará mais do assunto.

Dê a si mesmo um tempo

Não mergulhe na matéria para a prova por horas seguidas, até o final. As pesquisas mostram que os estudantes se lembram mais quando fazem pausas durante as sessões de estudo. Ter um pequeno intervalo permite que seu cérebro reveja a informação, mesmo quando você não sabe que ele está fazendo isso. Ajuste um timer para 20 minutos, para que você faça uma pausa.

Tire uma soneca

Os especialistas dizem que muitas pessoas precisam dormir de oito a nove horas por noite para lembrar-se do que aprenderam.Adolescentes precisam de mais horas ainda. Trinta minutos de cochiladas à tarde podem ajudar. Assegure-se de que essas "siestas" não sejam maiores do que trinta minutos, porque sonecas mais prolongadas vão prejudicar o seu sono à noite.

Doces recompensas

Bebidas doces podem aumentar o foco e o humor. Gatorade ou suco de maçã fornecem glicose, que é a principal fonte de energia para o cérebro. Se você estiver com a glicose baixa, não será capaz de focalizar e de se desempenhar bem. Entretanto, evite bebidas com alto teor de açúcar. Elas fornecerão muita glicose, que resultará em uma queda de açúcar mais tarde. Sempre beba aos poucos, não engula de modo afobado, uma bebida açucarada, para evitar as grandes alterações do nível de glicose.

ADDitude