"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

sexta-feira, 27 de março de 2015

Transtorno das Funções Executivas, Explicado - (TDAH - ADHD & TFE - EFD) (399)

Transtorno das Funções Executivas, Explicado

Crianças e adultos com Transtorno das Funções Executivas (TFE) apresentam dificuldade de organizar, programar, planejar e completar tarefas. Aqui, explicamos tudo que você precisa saber sobre o TFE - o que é, como diferenciá-lo do TDAH, e as maneiras de ajudar as crianças a viver (e serem bem sucedidas) com ele.

Tudo sobre TFE e TDAH

O que é função executiva? E quais são os déficits de FE ligados ao TDAH? Leia a seguir para aprender sobre sinais e sintomas comuns de TFE nas crianças, e mais importante, o que os pais e os professores podem fazer para ajudar a construir habilidades de funções executivas.

O que é TFE?

Pessoas com TFE exibem um padrão de problemas com as tarefas diárias, e comumente carecem de habilidades para:

• manejar a frustração
• começar e terminar as tarefas
• lembrar e seguir os passos de tarefas com várias etapas
• manter o rumo
• planejar, organizar e automonitorar-se
• equilibrar as tarefas (por exemplo: esportes e atividades acadêmicas)

Estima-se que no mínimo 90% das crianças com TDAH tenham TFE.

Por que o TFE é importante?

As funções executivas nos permitem:

1. Analisar uma tarefa
2. Planejar para cumprir a tarefa
3. Organizar as etapas
4. Desenvolver o cronograma
5. Ajustar ou mudar as etapas
6. Terminar a tarefa de modo tempestivo

Sem essas habilidades, as crianças perdem coisas, têm dificuldade com horários, e não conseguem permanecer organizadas. Corrigir os déficits é crucial para corrigir as dificuldades acadêmicas relacionadas ao TDAH.

Meu filho tem TFE?

Se o seu filho tem dificuldade para iniciar uma atividade, consegue lembrar-se de somente 2 ou 3 coisas de uma vez, tem dificuldade de resolver problemas ou se sente sobrecarregado pela escola, ele pode ter um déficit de função executiva.

Quando aparece o TFE?

O TFE geralmente aparece na transição do sexto para o nono ano, quando desaparece a estrutura da escola elementar, e aumentam as expectativas acadêmicas.

Pais e professores geralmente não compreendem como as crianças não conseguem trabalhar independentemente em uma tarefa, e assumem que elas utilizarão as habilidades necessárias. É importante começar a ajudar as  crianças com TDAH/TFE logo no início e compreender os problemas que esses transtornos causam, para que as crianças não se sintam burras ou preguiçosas.

Como posso ajudar?

Crianças com TFE e TDAH têm necessidades particulares na sala de aula. Elas precisam de ajuda extra para entender as tarefas, para dar início e permanecerem focalizadas. Pais e professores podem ajudar a diminuir os efeitos do TFE e do TDAH com as seguintes estratégias e acomodações para ajudar na escola, e até mesmo usar jogos e tecnologia.

Auxílio com as tarefas na escola

Crianças com TFE geralmente perdem os trabalhos de casa ou se esquecem dos trabalho. Tente isto!

• Escreva as tarefas no quadro
• Leia em voz alta as tarefas
• Faça as crianças repeti-las
• Nomeie um chefe de fila para conferir se todos anotaram
• Ensine habilidades de tomar notas
• Use tarefas de cores diferentes em cartões coloridos

Ajudando as crianças a prestarem atenção na escola

Crianças com TDAH/TFE podem facilmente ficar frustradas. Ajude-as a permanecer no caminho com essas estratégias:

• Faça as crianças correrem no lugar ou ficarem ativas por um minuto
• Tenha dois locais de atividades, de modo que as crianças possam se levantar   
   e se movimentar entre as tarefas.
• Deixe que as crianças utilizem-se de brinquedos para mexer com as mãos
• Deixe as crianças utilizarem organizadores gráficos (como passos-chave para
   fazer um trabalho escrito)

Idéias para acomodações

Se uma criança precisa de um Programa Educacional Individual ou do plano
504 [Isso é nos Estados Unidos], identifique os dois ou três déficits mais importantes. Depois, adote acomodações que resolverão cada problema, e construa por meio delas um plano educacional. Por exemplo:

• Um colega que faça as anotações
• Um assento na primeira fileira
• Mais tempo para fazer as provas

Os pais e os professores devem trabalhar juntos para ajustar o que é feito em casa e o que é feito na escola para ajudar.

Ajuda em casa

Crianças, especialmente as que têm TDAH, precisam de estrutura para ajudar a superar dificuldades com as funções executivas.

Tenha um local especial para as crianças fazerem as atividades. Organize o espaço com uma plataforma que contenha tudo o que eles precisam para dar início aos trabalhos. Dê à criança um tempo depois da escola. Marque um horário para começar, mas dê ao seu filho uma escolha, por exemplo das 4 às 4 e 15 da tarde. Sente-se com eles para ter certeza de que eles iniciem as atividades, e confira o trabalho de casa quando estiver terminado.

Ajudando no trabalho de casa

Divida o trabalho de casa em partes para que seu filho tenha intervalos de descanso para o cérebro. Dê ao seu filho um lanche, ou encoraje-o a caminhar perto de casa por alguns minutos entre os trabalhos. Deixe-o escutar música enquanto trabalha - isso pode, na verdade, ativar o foco.

Tenha o telefone e endereço de alguém da classe para o caso de precisar do trabalho indicado ou para empréstimo de um livro. Depois de ter o trabalho terminado, faça seu filho recolocar tudo em sua mochila e a deixe perto da porta de saída para a manhã seguinte, para não ser esquecida.

Quando as crianças não querem ajuda

Algumas crianças, especialmente as mais velhas, resistem a serem ajudadas na escola.
Quando as crianças ficarem frustradas, dê a elas um tempo para fazer algo de que gostem ou peça a elas que o ensinem alguma coisa que elas saibam bem (tal como um jogo). Isso as ajudará a se sentirem bem sucedidas e a demonstrar uma qualidade.

Tecnologia para ajudar

Além dos que os pais possam fazer, e do que a escola possa fazer, há a tecnologia que pode ajudar:

• Computador, se a escrita for ruim ou difícil
• Timer, tal como um despertador
• Programas (software) para que as crianças possam fazer ditados
• iPads e iPhones para aplicativos de organização

Alguns videogames podem ajudar a construir habilidades de funções executivas. Use o website de ADDitude para descobrir quais deles as crianças utilizarão.

Utilize jogos

Os jogos podem auxiliar as crianças com TDAH a melhorar suas funções executivas. Jogos como "damas", "Monopoly" (monopólio) e "Clue" (pista) utilizam planejamento, atenção sustentada, inibição de resposta, memória de trabalho e metacognição.

Jogos como "Zelda" e "SimCity" ajudam com a resolução de problemas, e persistência dirigida a um objetivo. Gerenciar equipes esportivas fictícias também usa habilidades executivas, iniciação de tarefas e habilidades de gerenciamento do tempo, enquanto promovem diversão!


ADDitude

Nenhum comentário:

Postar um comentário