"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Dezessete regras para controlar as emoções no TDAH (403)


Emoções poderosas podem tirar o controle dos portadores de TDAH. Para manter seus sentimentos sob controle, siga essas 17 dicas de Ned Hallowell. Por Edward Hallowell, M.D.

Os que têm TDAH sofrem para controlar suas emoções e seu humor. Se não entendemos como nossas emoções afetam nossas vidas, e não temos meios para dominá-las, nossos dias podem se transformar em uma montanha russa. Todos nós precisamos saber quais são os nossos gatilhos emocionais - e desenvolver estratégias para evitar que eles sejam acionados - de modo que possamos permanecer equilibrados.

1. Tenha um tempo de desabafo. Arrume um horário semanal para relaxar. Faça o que gosta de fazer - escutar música em volume alto, ir ao campo de futebol, ir a uma festa - para se livrar do estresse de um modo seguro.

2. Recarregue suas baterias. Muitos adultos com TDAH precisam gastar algum tempo, todos os dias, sem o sentimento de culpa. Chame esse tempo de "tempo de recarga de minhas baterias". Tire uma soneca, veja TV, ou medite.

3. Escolha algum bom "vício", tal como exercícios. Muitos adultos com TDAH têm uma personalidade compulsiva ou tendente ao vício. Tente fazer disso algo positivo.

4. Compreenda suas mudanças de humor. Saiba que seu humor vai mudar, não importa o que esteja acontecendo à sua volta. Não perca tempo procurando a causa ou alguém para culpar. Foque no aprendizado da tolerância de um mau humor, sabendo que ele também vai passar - e encontre maneiras para fazer com que ele passe logo. Envolva-se em alguma atividade nova, de preferência uma que inclua pessoas - tomar café com um amigo, jogar tênis, juntar-se a um grupo de leitura - ajudará.

5. Reconheça o seguinte ciclo, que é comum entre os adultos com TDAH. Alguma coisa "desperta" seu sistema psicológico - uma mudança ou transição, um desapontamento ou um sucesso. A causa do "despertar" pode ser trivial, mas é seguida de um mini-pânico, com uma repentina perda de perspectiva. O mundo se torna às avessas. Você tenta lidar com o pânico ficando obsessivo ou ruminando sobre um ou outro aspecto da situação. Isso pode durar horas, dias, até mesmo meses.

6. Imagine cenários para lidar com os inevitáveis tédios. Tenha uma lista de amigos para conversar. Selecione alguns vídeos que sempre lhe dão prazer e que o distraiam. Tenha um saco de pancadas ou um travesseiro pronto para quando tiver uma energia raivosa. Ensaie uma conversa interior, tal como "Você já esteve assim antes. Isso é a melancolia do TDAH. Logo passará. Você está OK."

7. Espere a depressão depois do sucesso. Pessoas com TDAH se queixam de sentimentos de depressão depois de um grande sucesso. Isso é por que o estímulo da caça, do desafio ou da preparação se esgotou. A proeza foi realizada. Vença ou perca, o adulto com TDAH sente falta do conflito, do estímulo e se sente deprimido.

8. Desenvolva ditados como atalhos para corrigir falhas, erros ou mudanças de humor. Quando você virar à esquerda em vez de à direita e fizer sua família ter de aguentar 20 minutos de retorno, será melhor dizer "Lá vem meu TDAH de novo", do que ficar brigando por seis horas a respeito do seu desejo inconsciente de sabotar a viagem. Não são desculpas. Você deve ter a responsabilidade pelos seus atos. è bom saber de onde suas ações estão vindo.

9. Use intervalos, com se faz com as crianças. Quando estiver enraivecido ou super-estimulado, deixe o local, vá dar uma volta no quarteirão e se acalme.

10. Aprenda a advogar em causa própria. Adultos com TDAH estão acostumados a serem criticados, então, eles se tornam desnecessariamente defensivos para colocar suas próprias questões adiante. Se você encontra meios de se sustentar, não precisará ser tão defensivo quando alguém tiver algum desentendimento com você.

11. Evite terminar um projeto prematuramente, assim como um conflito, um negócio ou uma conversa. Não abandone a luta tão cedo, mesmo que você queira.

12. Saboreie seus momentos de sucesso. Você terá que se treinar a si mesmo para fazer isso, porque os TDAHs logo se esquecem de seus sucessos. Lembre-se de que o TDAH inclui uma tendência para o hiperfoco em algumas ocasiões. o hiperfoco pode ser usado construtivamente ou destrutivamente. Esteja precavido contra sua tendência destrutiva para ficar obsessivo com um problema imaginário.

13. Exercite-se vigorosa e regularmente. O exercício é um dos melhores tratamentos para o TDAH. Ele gasta o excesso de energia e de agressividade, acalma a mente, estimula o sistema hormonal e neuroquímico de um modo terapêutico, e alivia e acalma o corpo. Faça da atividade física algo alegre, de modo que você possa aderir a ela para o resto de sua vida.

14. Aprenda a fazer graça consigo mesmo e com os outros sobre seus vários sintomas, desde o esquecimento e o ficar perdido todo o tempo até o ser impulsivo e sem tato. Se você lida com os erros com senso de humor, os outros o perdoarão mais rapidamente.

15. Programe atividades com os amigos. Conserve sua aderência a esses programas com toda a fé. Para você, é crucial estar ligado a outras pessoas.

16. Encontre e se junte a grupos nos quais você seja querido, apreciado, compreendido, desfrutado. Por outro lado, não fique muito tempo onde você não é compreendido ou apreciado.


17. Pratique cumprimentos. Tire um tempo para notar as outras pessoas e falar com elas. Obtenha treinamento social se você achar que precisa disso.

ADDitude