"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

terça-feira, 25 de outubro de 2011

152- Passe em todos os exames: Dicas de estudo TDAH para exames de matemática, dissertação e testes de múltiplas escolhas.

Os estudantes TDAH temem a pressão e o excesso de informação dos exames finais. Use estas dicas específicas para se preparar sabiamente e superar todos os testes de múltiplas escolhas, de matemática e de dissertação na escola. Por Michael Sandler

Eu me lembro de um teste que fiz no colegial. Tinha estudado muito, mas quando li a primeira pergunta, meu cérebro desligou. Não podia me lembrar de nenhuma das respostas ou resolver nenhum problema. O medo me paralisou.

O seu aluno com TDAH já teve este bloqueio? Se for assim, há maneiras de manter o cérebro funcionando na sala de exame, apesar de alguns sintomas paralisantes do TDAH.

Antes da prova, siga estas dicas gerais para maximizar seu desempenho.

Peça mais tempo ao professor

Para relaxar sua mente, visualize-se sentado, respondendo as questões, e obtendo uma boa nota

Descubra qual o tempo médio que você terá para responder a cada pergunta (se forem 10 questões e 30 minutos de tempo, você terá somente 3 minutos para cada questão)

Porte um relógio e utilize-o para manter-se no tempo

Agora, eis aqui marcadores para ajudá-lo a vencer qualquer tipo de exame:

Dicas para múltipla-escolha

Verifique seu tempo. Leia cada questão e cada resposta – duas vezes. Sublinhe enquanto lê, para garantir que tenha lido cada palavra da questão e todas as respostas.

Seguindo com sua intuição, marque a resposta correta. Em nove vezes de cada dez, nosso primeiro palpite é o correto, mas geralmente nós nos desviamos dele. Não mude uma resposta a não ser que esteja absolutamente seguro.

Responda todas as questões que você tenha certeza. Ponha um traço ao lado das que você não tem certeza e uma estrela nas que você não sabe mesmo.

Depois que você tiver lido toda a prova, reveja as questões difíceis. Se houver tempo, releia lentamente cada resposta a cada questão. A não ser que você entenda uma questão de modo diferente nesta segunda vez, permaneça com sua primeira resposta.

Dicas para matemática e cálculos

Escreva todas as fórmulas. Você poderá querer escrever rapidamente um problema que você resolveu em casa para dar a si mesmo uma chave para os problemas mais difíceis de matemática.

Copie cada problema num papel de rascunho. Escreva o problema vagarosamente, numere os passos e cheque duas vezes o que você escreveu. Lembre-se do ditado: Devagar se vai ao longe. Embora nossos cérebros sejam muito rápidos, lento é o modo para a acurácia e as notas mais altas.

Escreva com letras de forma grandes. Isto lhe permitirá ver um erro, evitar confusão com números, letras ou sinais, e dará ao seu cérebro um alívio para pensar. Erros por descuido geralmente aparecem porque você não dá a si mesmo um tempo para ver e resolver o problema. Marque com estrelas ou traços as questões difíceis. Desse modo, você saberá revisá-las depois de ter feito a prova. Nós geralmente transpomos os números; a revisão da prova permite corrigir erros.

Dicas para redação

Responda primeiro as questões simples. Isto constrói a confiança. Se você começa com as questões difíceis, você pode ficar desatento na hora de responder às mais fáceis.

Responda usando o modelo sanduiche – uma sentença principal, duas sentenças de apoio e a conclusão. Se sua escrita a mão for terrível, ou se você for disléxico ou um aprendiz ouvinte, peça para fazer uma prova oral, usar um computador ou digitar suas respostas, ou usar um aplicativo de transformação de fala em texto que “escreve” suas palavras.

Faça um rascunho. Esquematize uma resposta ou rascunhe uma lista de sentenças em papel rascunho (introdução, pontos-chave, conclusão) antes de escrever sua resposta na prova.

Fazer provas é como exercitar seus músculos. No começo é difícil, mas, com o tempo, você vence!

Auxiliares de sala

Alguns professores permitem que os estudantes tragam uma lista de estudos para a sala de exame. Eis aqui como montar uma:

Prepare a lista com dias de antecedência, conforme você vai estudando a matéria, não na noite anterior ao exame.

Escreva as ideias gerais assim como os nomes, datas e fórmulas – isso que a gente geralmente esquece.

Digite a lista de estudo no Word ou Excel, usando uma fonte muito pequena, para ter o mais que puder de informação na página.

Veja a possibilidade de acrescentar cor, ícones ou gráficos para fazer a informação mais importante sobressair.

Nenhum comentário:

Postar um comentário