Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 12, 2011

107- TDAH - Tratamento - Resposta a alguém que pediu ajuda...

Prezada amiga, Não há necessidade de pedir desculpas. Sou um velho neurologista, com problemas de desatenção, de memória de trabalho, com horror à matemática, casado (há 38 anos - isto é quase um milagre!) com uma portadora de TDAH, forma combinada. Tenho três filhos, dois com TDAH, uma filha com a forma desatenta e o outro filho com hiperatividade, impulsividade, alta inteligência e muita ansiedade. Três netos. Um com TDAH e superdotação intelectual. Bom, com essa família, posso dizer que sou especialista nisso, embora não exista formalmente a especialidade. Ninguém da minha família fez tratamento medicamentoso continuado. Não por sermos contra, mas pelas várias circunstâncias. Todos foram se ajeitando como podiam e, embora não sejamos gênios, vivemos harmonicamente (outro quase milagre). Mas está claro que tínhamos (ainda temos... ) potencial para ir mais longe... Há 10 anos resolvi estudar o TDAH e ler tudo o que podia (e a atenção curta permitia). Agora atendo cerca de 300 crianças…