"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

316- As Melhores Estratégias de Disciplina para as Crianças com TDAH (4a. parte)

continuação da 3a. parte (postagem 315)

31- Teste diferentes formas de disciplina.

Fique na linha divisória entre ser muito rigoroso e ser muito leniente. Faça uso da resolução de problemas e da negociação para dar ao seu filho estímulo e responsabilidade. Tente uma estratégia, avalie, e reformule conforme seja necessário.

32- Não fale muito.

Deixe as emoções se acalmarem antes de falar com seu adolescente. Sempre escute mais e fale menos.

33- Mantenha a comunicação com seu cônjuge.

Os pais devem exercer o mesmo grau de disciplina, e cada um deve apoiar o outro. Isso evita que o adolescente jogue um contra o outro.

34- Planeje com antecedência.

Saiba quais problemas são mais importantes e não são passíveis de negociação. Discuta-os e fale das suas expectativas - e estebeleça as consequências.

35- "Vou pensar nisso".

Se o seu filho disser que tem de comprar um brinquedo antes de ir para a escola, essas três palavras desviam a discussão do modo "tenho de dar uma resposta agora".

36- Ignore os problemas menores.

O lar se torna um campo de batalha quando os pais reclamam de seus filhos a respeito de tudo.

37- Não chute cachorro morto.

Se a sua criança com TDAH já pagou pelo seu delito ou por sua falha (perdeu sua nova câmara digital, por exemplo) ou foi castigada por um professor ou pela polícia, pergunte a si mesmo "Será necessária uma nova consequência, ou eu estou querendo apenas me vingar?".

38- Não encare as brigas pessoalmente.

Ignore os protestos do seu filho do tipo "você não confia em mim". Monitoramento é uma obrigação dos pais. Espere a reação e não se magoe com ela.

39- Demonstre seu amor.

Quando seu filho aparece na porta você rosna ou sorri? Você faz uma crítica ou demonstra seu afeto? Deixe seu olhos se enxerem de luz e torne suas palavras carinhosas. Deixe os problemas em banho-maria.

40- Não pergunte, fale.


Não comece suas solicitações com "Você se importaria?" ou termine-as com "OK?". Em vez disso, dê ordens simples e claras, como "Por favor, pegue seu casaco que está no chão". Se o seu filho não responder ao seu primeiro pedido, tente dizer de outra maneira. As crianças respondem de modo diferente às solicitações, assim, dizer as coisas de maneiras diferentes pode levar a uma resposta melhor da sua criança com TDAH do que repetir a pergunta várias vezes. 

continua na 317

ADDitude

Nenhum comentário:

Postar um comentário