"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Maior exposição a um inseticida se relaciona a mais sintomas de TDAH em crianças e adolescentes (409)

Maior exposição a um inseticida se relaciona a mais sintomas de TDAH em crianças e adolescentes

Há evidências de uma ligação entre um inseticida de uso comum em casa e o transtorno por déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) em crianças e adolescentes, de acordo com uma recente pesquisa.

Os pesquisadores analisaram dados de 687 crianças de 8 a 15 anos que haviam participado de uma enquete nacional de exame de saúde e nutrição de 2000-2001. Os investigadores observaram três níveis de 3-PBA (ácido 3-fenoxibenzoico), indicador químico de exposição aos piretroides, na urina das crianças.

Os meninos com níveis detectáveis de 3-PBA na urina tinham 3 vezes mais probabilidade de sofrer de TDAH do que os que não tinham 3-PBA detectável (desvio padrão ajustado: 2,42; IC 95%: 1,06-5,57). A cada aumento de 10 vezes nos níveis de 3-PBA, nos meninos, houve um aumento de 50% do risco de hiperatividade e impulsividade, ambos sintomas do TDAH. Os efeitos sobre a desatenção não foram significativos. 

Nas meninas, os níveis de 3-PBA não se associaram a maior risco de TDAH, nem de sintomas do transtorno.

Pesquisas anteriores haviam achado que a exposição aos piretroides aumenta a hiperatividade, a impulsividade e as anomalias do sistema dopaminérgico de ratos machos.

[Environ Health 2015]
Wagner-Schuman M, Richardson JR, Auinger P, Braun JM, Lanphear BP, Epstein JN, et al.

Copiado de neurologia.com - Revista de Neurologia - Barcelona -Espanha

01/07/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário