"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."
RUI BARBOSA

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Tome cuidado! Os médicos confundem TDAH com Transtorno Bipolar do Humor - 426

Tome cuidado! Os médicos confundem TDAH com Transtorno Bipolar do Humor

Para os médicos que são treinados em transtornos do humor, os sintomas do TDAH podem se parecer com Transtorno bipolar. Não deixe que seu médico erre o seu diagnóstico.
Dr. Willian Dodson, M.D.

As pessoas com o sistema nervoso do tipo TDAH são passionais. Elas sentem as coisas mais intensamente que as pessoas com sistema neurológico normal. Elas tendem a reagir exageradamente a pessoas e a acontecimentos em suas vidas, especialmente quando percebem que alguém as está rejeitando e retirando amor, aprovação ou respeito.

Os médicos veem o que estão treinados a ver. Se eles veem “oscilações de humor” somente em termos de transtornos de humor, eles mais provavelmente diagnosticarão um transtorno de humor. Se eles são treinados a interpretar a excessiva energia e o pensamento veloz em termos de mania, isso é o que eles provavelmente diagnosticarão.

De acordo com dados do National Comorbidity Survey Replication (NCS-R), todos os adultos com TDAH foram diagnosticados como tendo transtorno bipolar do humor (TBH). O TDAH não foi uma opção. Quando a maioria deles obteve o diagnóstico correto, eles já tinham se consultado com 2,3 médicos, em média, e fracassado em 6,6 tipos de tratamento com antidepressivos e estabilizadores do humor.

Antes de que um médico faça o diagnóstico, os pacientes precisam saber que as doenças do humor:

- Não são desencadeadas por eventos da vida diária; eles “caem do céu”
- São independentes do que está acontecendo com a vida da pessoa
(quando coisas boas acontecem, eles ainda se sentem “miseráveis”);
- Têm início lento, durante semanas ou meses;
- Duram semanas ou meses, a não ser que tratados.

Os pacientes também precisam saber que as oscilações de humor do TDAH:

- São uma resposta a algo que está acontecendo na vida da pessoa;
- Combinam com o que a pessoa percebe como fator desencadeante;
- Mudam instantaneamente;
- Desaparecem rapidamente, geralmente quando a pessoa diagnosticada com TDAH se engaja em algo novo e interessante.


Se você não consegue que seu médico veja essas distinções importantes, a probabilidade é de que você será mal diagnosticado e não receberá o tratamento adequado. 

5 comentários:

  1. Olá, desculpa pois o comentário não tem muito a ver com a postagem.
    Tenho TDAH , criei coragem conversei com a minhã mãe e procuramos um psiquiatra. O médico receitou Imipramina 2 comprimidos antes de dormir e 1 de ritalina antes das aulas.Isso e normal?
    Estou com medo dos efeitos colaterais e de remédios execivos.
    Ele me passou medicamentos logo na primeira consulta. Infelizmente não sei se vou poder procurar outro médico por motivos financeiros, mas também não quero deixar o tratamento.

    ResponderExcluir
  2. Se você comer salada de frutas e tiver dor de barriga, qual fruta é a culpada? Não há erro em tomar as duas medicações. Mas o psiquiatra explicou porque já deu duas medicações logo de início? O Tofranil pode ser indicado para um TDAH com depressão como comorbidade. Mas seria mais prudente iniciar o tratamento da depressão (com o Tofranil ou com outro antidepressivo) e, depois, tratar o TDAH. Ele lhe disse qual o diagnóstico? Qual é a sua idade? Você tem qual tipo de TDAH? Ele disse para você retornar quando? Acho que você precisa conversar muito com um médico especialista em TDAH e somente iniciar o tratamento medicamentoso quando não restarem mais dúvidas ou receios. Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigado pela resposta. Não, ele não me explicou por que deveria tomar 2 medicações logo de início. Mas me explico que a Imipramina, ( a qual ele usou um nome comercial ao recomendar, mas não me recordo), erra pra melhor localização espacial ou em suas palavras melhor localização geográfica. A Ritalina disse que deveria tomar sempre antes das aulas de 15 a 20 minutos como tinha dito, mas disse que erra desnessesaria ao finais de semana etc. Não chegou a me falar que tipo de TDAH eu tenho, mas fez auguns testes de atenção, coisa que junta aos meus relatos e aos relatos da minha mãe pode ter levado a ideia do TDAH Desatemto-agitado, porém não citou muito referente a doença pra mim.
      Cheguei ao consultório já por causa do TDAH, ( sobre depressão não acho difícil ele ter diagnosticado também graças as observações da minha mãe mas ele não chegou a dizer que eu tinha depressão), não sei como funciona o diagnóstico formal mas eu já tinha ido a uma psicóloga que através de conversas com minha mãe havia me dito que eu "devia ter TDAH" logo na primeira consulta, isso a cerca de 4 anos atrás. Ele me fez perguntas, conversou bastante, mas não acho que o diagnóstico esteja errado, estou realmente receioso ao medicamento. Pediu retorno daqui a 45 dias.
      Se tiver mais algo a dizer agradeço muito. Peço desculpas se estou incomodando por motivos bobos falta de confiança no médico, continuarei a procurar um especialista em TDAH assim que puder.
      Muito Obrigado

      Excluir
  3. Eu não disse que o seu médico não é especialista em TDAH. Disse que você precisa conversar mais e tirar suas dúvidas, antes de iniciar um tratamento com tanta insegurança (sua). Não há motivo para se desculpar. Não há motivos bobos. O seu médico poderá conquistar sua confiança, desde que lhe explique com detalhes o tratamento proposto, que eu não disse que está errado. OK?

    ResponderExcluir